24.3.09

Tudo de novo.

Há de vir um tempo pra todos.

Hora Local (República Dominicana): 11h34
Hora do Brasil: 10h34

Merda!

Eu sabia que não deveria começar a ouvir músicas brasileiras. Até hoje eu não tinha ousado fazer isso, mas agora, na cabine, baixando fotos e vídeos pro pc, me deu a idéia de fazer isso. Não deveria. Comecei por Poléxia. Isso dói.

Por falar em Poléxia, ta anunciando na TV há dias Almost Famous. Queria ver, mas nunca passa numa hora que eu possa ver. Aliás, os filmes aqui se repetem muito. Quase todo dia passa Juno, Across the Universe, 21, Ratatoulie, e alguns outros que não sei o nome. E em canais diferentes. Então hoje, por exemplo, Juno está passando no canal 30 repetidamente. Em Grand Turk (amanhã), vai passar Across the Universe o dia todo. E assim vai. Cada dia vejo o pedacinho de um.

Os portugueses não assumem que a gente fala português, porque sempre me perguntam “como se diz em brasileiro ________?”.

É legal repetir lugares de parada, porque você já conhece alguns caminhos e se acha importante por saber que rua pegar num lugar tão pitoresco. Sem falar que você fica menos cabaço e não paga preço de turista nas coisas. Se te oferecem o táxi por 10 dólares, você diz que na última vez pagou 4, e acaba conseguindo ir por 5. Um tamborzinho caribeño de 40 o cara já tava fazendo pra gente por 22, mas não compramos, porque a gente queria por 20. E assim vai.

Se um dia eu casar, quero passar a lua de mel no Caribe, em Barbados ou Grand Turk. Barbados me encantou pela praia, recheada de gente nova e bonita e feliz.

“Tenho medo de lá, de nunca voltar. Tenho medo de lá, de não te encontrar.”

Ainda ta tocando Poléxia.

Merda!

(e ta começando a tocar “eu te amo porra”, mas vou desligar o pc antes que eu chore.)
.