31.1.11

.um dia para recordar

Data: 27/01/11
Hora Local (Cozumel – México): 00h23
Hora do Brasil: 04h23

O cruzeiro de metal ainda não acabou, mas o melhor dia dele já aconteceu e, se pá, o meu melhor dia desde que embarquei no MJ há 15 meses atrás. Finalmente saímos de eixo USA-Bahamas e fomos navegar em águas do Golfo. E pela primeira vez neste contrato eu escrevo aqui porque tenho vontade de contar uma novidade, e não por “obrigação” da mensalidade.

As emoções de hoje começaram quando vi Crown Princess estacionado (sic) do nosso lado. Irmãozinho gêmeo do meu Grand Princess. Que saudade enorme me deu. Pisar num país novo, ver meu primeiro navio e ter quase certeza de que meu pintche amigo peruano estava lá foram emoções iniciais. Mas eu estava mais empolgado em conhecer a bendita Cozumel.

Alugamos um carro. Um Jeep Troller. PQP, que delícia dirigir de novo depois de 5 meses. Eu, Camila, Diego do Brasil, Kristi (Canadá), Rafael (Colômbia), Angelica (Romênia) e Antwane (EUA). Ok, foram 2 carros orque estávamos em 7. Claro que depois de jogar NFS o mês inteiro e assistir Fast & Furious ontem à noite eu achei que tava competindo. Basicamente, batendo 120Km/h all the way... até a policia nos parar. Na verdade, a parada foi pela zona que o povo fazia lá atrás, de pé e zoneando, ouvindo no último volume a super 93.1Mhz cozumeliana. Tudo como tinha que ser, mas o seu polícia não gostou e me fez parar. Depois de muita ladainha, a gente não teve que pagar nada (fiquei com medo de oferecer propina e ele me prender.. haha), mas ele ficou com meus dados da carteira de motorista e.. tcharammm, mais um país que eu fico queimado, logo na primeira vez que eu piso. Lembram qual foi o outro? Sim, UK, mais especificamente em Gibraltar (digamos que pedalar na pista de pouso foi um tanto quanto malandro). Mais uma pisada de bola em UK e México e eu posso ser preso. Haha mal elemento.

Enfim, depois da diversão com o seu puliça a gente seguiu viagem (à oitentinha por hora). Paramos pra beber, paramos pra comer, paramos pra visitar as ruínas e tiramos muitas, muitas fotos. Em cada parada a gente encontrava mais gente do navio, que também tinha alugado carro. Nossa última parada foi num hotelzinho barato, mas que tinha um pequeno píer pra gente se jogar na água. Nadei pouquíssimos metros, mas deu pra matar a vontade também (não lembro quando tinha sido a última vez), e isso me lembrou muito o episódio de Mônaco com o Victor e os pivetes franceses. Nesse lugar estavam todos nossos amigos do navio, Cruise Division inteira quase. Foi um meeting point desprogramado, mas que deu certo. Voltamos embora quase juntos, em cima do laço, no limite pra entrar no navio.

No fim das contas, tudo valeu. Valeu se queimar com a policia. Valeram todas as fotos. Valeu beber na beira da praia. Valeu andar pelas ruínas de pedras. Valeu comer comida mexicana no México. Valeu se jogar do píer. Valeu se perder pra voltar pro navio. Valeram os nem 60 dólares que eu gastei com tudo isso. Valeu por ter excelentes companheiros pra fazer desde dia mais um dos dias inesquecíveis dessa vida que eu levo, dessa vidinha de marinheiro. Se podia ser melhor que isso? Acho que não, a gente fez tudo que queria e que se podia fazer nesse tempo que a gente tinha, nessa nossa única parada no México.

Mais um país pra lista! Ao infinito e além!

E o cruzeiro de metal? Nem te conto. O melhor cruzeiro da minha vida, sem dúvida nenhuma. Quase nada de trabalho, bandas a todo momento em todo lugar, gentes loucas em todos os cantos do navio. E, claro, a cor oficial é o preto. Eu que trabalho de branco me sinto até mal. E acho que a gente, tripulação, ta se divertindo mais do que os próprios passageiros. E pra melhorar, vi a meio metro de distância o show do Sonata Arctica e quase chorei de saudade dos meus amigos durante Victoria’s Secret. E quase choro agora porque o random do meu iTunes acaba de colocar pra tocar essa mesma música. Telepatia?!

Obrigado, MJ, pelo dia de hoje. Minha missão por aqui está quase cumprida e sentirei saudades suas.

Tiau!

27.1.11

.da conspiração universal

[18:52] ღ Carla: tdo bom com vc marinheiro?
[18:52] farioff: até que sim
[18:53] farioff: e com a fessora?
[18:53] ღ Carla: sinceramente não. Mas educamente, sim.
[18:54] farioff: e honestamente por quê?
[18:55] ღ Carla: <3
[18:58] farioff: again: tristeza não tem fim...
[18:58] ღ Carla: rs
[18:59] farioff: o meu tá que já não bate nem apanha
[18:59] farioff: o primeiro desentendimento já é "ok, vai com deus"
[18:59] farioff: não tenho mais paciencia pra essas coisas.
[18:59] ღ Carla: hahahaha
[19:00] ღ Carla: tb não é assim.
[19:00] farioff@hotmail.com: mas é verdade
[19:00] ღ Carla: Eu já decidi, vou ser sozinha.
[19:00] farioff: com todo respeito, mas..
[19:00] farioff: vaotomarnocu essas meninas.
[19:01] farioff: o mundo ta infestado de viado... e as poucas mulheres que sobram tao com esse papo de "quero ser feliz sozinha"
[19:01] farioff: por isso que eu so me fodo.
[19:02] ღ Carla: hahaha
[19:02] ღ Carla: mas é pq conviver é dificil demais ...
[19:03] farioff: essa coisa virou universal
[19:03] farioff: eu que to no mundo posso dizer
[19:03] farioff: todas as mulheres tao assim agora
[19:03] farioff: vao se phoderem voces.
[19:03] ღ Carla: so você para me fazer rir.

25.1.11

.da falta sublime

[14:27] farioff: http://70000tons.com/artists.htm
[14:28] Larissa Introvini: eles tão fazendo shows ai?
[14:28] farioff: uhum
[14:28] farioff: festival
[14:28] Larissa Introvini: oooomg
[14:28] Larissa Introvini: sonata
[14:29] Larissa Introvini: que máximo
[14:29] farioff: vi o show ontem no pé do palco, tirei fotos milhares, ouvi victoria's secret ao vivo a meio metro do vocalista
[14:29] farioff: foda
[14:29] Larissa Introvini: só conheço sonata e blind guardian
[14:29] Larissa Introvini: hahaha que invejinha
[14:34] Larissa Introvini: a maioria ali nem entendi o nome da banda
[14:34] Larissa Introvini: hauihaohaiuhauia
[14:34] farioff: bem dessa
[14:35] Larissa Introvini: saudade de ler o 'bem dessa'
[14:35] Larissa Introvini: HAUHOIUAHIHAUIHAOIUHOIAUHIUA
[14:35] Larissa Introvini: só vc fala isso
[14:37] farioff: bem dessa.

24.1.11

.cinco mil anos depois

Data: 23/01/11
Hora Local (Nassau – Bahamas): 21h43
Hora do Brasil: 00h43

Nem tanto tempo. Um mês, como o normal. Mas tá demorando tannnnto! Janeiro tá foda. Completo só 5 meses nessa birosca. Já me sinto há meses dentro desse mês. Eu que já tava no countdown pra ir embora, tive que protelar mais um pouco. Agora me faltam mais 2 meses. Aqueles 2 meses que passam voando no começo vão passar se arrastando até o final.

Falar que não tem novidade é mentira. Sempre tem milhares, mas na hora de escrever ou eu não me lembro, ou já deixou de ser novidade neste momento, ou não me interessa contar. Meio que falta motivo pra escrever agora, mas to só respeitando a mensalidade dos posts.

Esse cruzeiro é o mais chato da minha vida. Charter de pessoas chatas, sendo enganadas e pagando fortunas pra fazer parte desse tal GIN. Seus discursos são idênticos aos de uma igreja, com a diferença de não falarem de Deus. Na verdade, seu deus é o dinheiro – prometem que todos seus membros serão milionários. Brain-washing. O pior de tudo é que eles vão voltar daqui 4 dias pra falar a mesma ladainha. A parte boa é que esses 4 dias serão tomados por outro charter nomeado “70.000 Tons of Metal” – 40 bandas do mundo inteiro, heavy metal 24h por dia. Mas não é disso que eu gosto exatamente, eu gosto da parte do navio estar indo pro México. Ahá! Um país novo pra lista. A única banda que me interessa em ver é Sonata Arctica, a única de todas que eu conheço.

De resto, nada muito excited. Só pessoas que vão embora da sua vida na mesma velocidade em que chegaram, vapt-vupt. Pessoas que somem da sua vida gradualmente, sem nenhuma satisfação e, pior de tudo, te deixam falando sozinho – me chame de viado, mas não me ignore porque a ofensa é maior. Tem também pessoas que ressurgem na sua vida – “the world spins, we’re going to end up together”. Essas coisas já não deviam machucar mais, mas por mais que a gente pratique (traduzindo: “que esteja sempre se fodendo pelo mesmo motivo”) a gente sempre dói igual. Eu tenho quase todos os motivos pra ser feliz aqui, só me falta um, é a bendita falta que eu já falei em outros posts. Sempre falta uma coisa. E a hora que tu consegue uma, perde outra.

Tenho medo desses 2 meses que faltam. Como diz minha assistant: “it’s a pain in the butt”. Se a louca do nosso navio gêmeo estiver de bom humor, quem sabe as coisas melhorem um pouco.

Que vontade de comprar uma BMW Z3 1996 conversível. Só $7 mil dólares. Gente, com 3 salários dá pra comprar e sobra troco pra gasolina. No Brasil, exatamente a mesma custa R$70 mil (mais de 20 salários). Pra piorar, $7 mil dólares foi o que eu paguei no meu foderoso VW Golf 1997 no Brasil (que aqui custa $1.5 mil). Dói saber que pelo mesmo preço dava pra andar de BMW nos EUA. tsc!

VOCÊS QUEREM METALLLL????
Depois eu conto como foi o cruzeiro heavy metal. ;)

19.1.11

.das estatísticas

As estatísticas do blogger já estão funcionando desde maio, mas eu ainda nem sabia. Fui ver agora meu histórico desde então e a maneira como as pessoas chegam a este blog é um tanto quanto pitoresca. Veja:

Palavras-chave:
"marcos farion"
cococay bahamas hora local
crewremember
"granizo no mar"
monumentos famosos torre pisa solido
alugar um barco para dar 1 festa
avião american airlines figuras
blog de marinheiros gostosos
como ir de livorno para pisa
como se diz cruzeiro em ingles


Pelo meu nome. Ok.
Por CocoCay. Ok.
Pelo nome do blog. Ok.
Por "granizo no mar". Hein? Nunca falei sobre isso aqui.
Por monumentos famosos. Ok.
Sobre alugar um barco. Ok.
Sobre American Airlines. Ok.
Sobre como ir de Livorno à Pisa. Ok, eu sei! Há!
Como dizer cruzeiro em inglês. Ok, eu sei também.
Procurando blog de marinheiros gostosos. TCHARAMMM! Você está no lugar certo.

.marujo macho

...começa assim uma conversa com outro marinheiro.








.dos velhos amigos no mundo

[16:06] Tatjana Sergeyeva: how come you passed interview?
[16:06] Marcos Farion Jr.: hahaha
[16:07] Marcos Farion Jr.: yes, I did. don't be surprised.
[16:07] Tatjana Sergeyeva: тщ ш ьуфт шеєі пщщв ащк нщг
[16:07] Tatjana Sergeyeva: i mean
[16:07] Tatjana Sergeyeva: it's good for you

Acho que ela tirou com a minha cara. Mas eu não entendi nada, então tudo bem.

13.1.11

.aprendendo a xavecar em português

[10:14] wilton isquierdo: enquanto chove no rio, chove carioca na tua praia.

.da cumplicidade entre primos

[10:40] .farion: e vc.. precisa de alguma coisa?
[10:40] .Denis® - دينيس: dinheiro
[10:40] .farion: sai do msn e vai trabalhar entao.
[10:40] .farion: hjdaushduasdhusadhausdhausdhusadhsaud
[10:40] .Denis® - دينيس: huahuahuhauhaua
[10:40] .Denis® - دينيس: pnc

.das notícias lá de casa

[09:33] .lucas: comprou uma guitarra pra joghar guitar hero?
[09:33] .lucas: jogar*
[09:34] .farioff: pior que nao
[09:34] .farioff: ate ia perguntar...
[09:34] .farioff: vc desbloqueou o ps?
[09:34] .lucas: não
[09:34] .farioff: pq nao?
[09:35] .farioff: antes de ir embora eu dei dinheiro pra mae pra fazer isso
[09:35] .lucas: mãe até hj diz q é pq precisava de dinheiro pro ap
[09:35] .lucas: e não podia gastar com nada
[09:35] .farioff: ainda falei pra ela que era pra desbloquear o ps
[09:35] .farioff: 80 reais nao ia fazer diferença no ap
[09:35] .lucas: mas td dia ela chega com um ppresente diferente pra isadora
[09:35] .lucas: '-'
[09:35] .lucas: até o eduardo ta indignado
[09:36] .lucas: q não ganha mais rpesente
[09:36] .farioff: hahahahahahahahahahaha
[09:36] .lucas: presente*
[09:36] .farioff: o que ele fala?
[09:36] .lucas: ontem ele :
[09:36] .lucas: mamãe, é só isadora nessa vida, só isadora.
[09:36] .farioff: hahahaha
[09:36] .farioff: tadinho
[09:36] .lucas: hsauahsuas.

4.1.11

.o melhor resumo de 2010

.aguiar: eu tava pensando outro dia... que todas as meninas que eu conheci esse ano falam inglês como idioma oficial: austrália, canadá, hawaii, eua, inglaterra, irlanda, escócia...
.aguiar: todas falam inglês com sotaques diferentes. haha
Cristofer: bom, de duas uma:
Cristofer: ou vc fala muito bem inglês, ou naum sabe xavecar em português
Cristofer: hauhauhauhauhauhahuahuahauahua
.aguiar: hahahahahahahahaha