3.7.09

Ai biliv ai ken flai.

Data: 03/07/09
Hora Local (Monte Carlo - Mônaco): 00h06
Hora do Brasil: 19h06

Ok, eu sei. Muito tempo sem escrever. Tanta coisa (até boa) aconteceu e eu não escrevi sobre. Mas tenho tido pouco tempo. Vou tentar resumir agora tudo. Sei que não é a mesma coisa, mas é melhor que nada. Vou tentar lembrar.

Desde que a Bruna chegou me tornei um boêmio. Haha tipo, a gente toma pelo menos uma cerveja por dia. Quer dizer, a gente nunca tomou só uma. Hoje é que a gente deu uma folga, e por isso to escrevendo. Isso é bom, porque acabo gastando menos com a internet. Apesar de que tenho gastado muito mais que o meu normal aqui no bar. Enfim...

O que passa é que a gente se deu bem desde o começo e estamos curtindo bastante coisas juntos. Por vários dias a gente decidiu “que não ia sair...” mas no fim do expediente um acaba ligando pra cabina do outro e convencendo a sair. No dia que o Brasil ganhou a copa, eu liguei pra ela pra contar e tals.. e ela estava mó desanimada e não queria sair. Só que quando falei que o Brasil ganhou foi muito engraçado, porque a bixa virou numa coisa eufórica, xingando a gringarada de tudo, no melhor sotaque catarinense, que foi mais ou menos assim: “ganhamos? Bando de fdp, gringos do ca!@#$%! Pensam que podem tudo... bla bla bla... ô Marcos, agora tu me animasse, vamo pro bar tomar uma cerveja. Mas só uma, hein?”. Nesse dia tomamos umas 3. E assim é todo dia. Hahaha E tem dias de festa (como ontem) que são garantidos que a gente vem. A compañera de cabina dela é ucraniana (Yuliya) e é um amor de pessoa, muito engraçada. E sempre saímos os 3 juntos e damos muita, mas muita risada. Sem contar que nos dois últimos dias fizemos cabin party na cabina delas. No primeiro dia deu só os 3 lá ouvindo funk e ensinando as feiúras do funk pra ucraniana. Huasdhuas ela é basicamente uma brasileira já. E no outro dia foi uma galera lá, dessa gente que trabalha com elas no bar e que eu nem gosto muito e tals. Enfim, meus dias (na verdade, as noites) têm sido felizes graças à paisana nova, apesar de eu estar dormindo 3 horas por noite.

Vamos ao que interessa. Dos últimos portos do cruzeiro que passou não sei o que falar, nem do último dia em Southampton, quando só usei a net de graça na loja da Apple que fica no shopping. Partindo daí, paramos em Málaga, que é uma cidade que eu adoro, e sai pra correr com o Pereira (Portugal). Corremos cerca de 5 km em 30 min. O suficiente pra eu quase morrer, já que há muito tempo não corro. E foi uma tarde agradável, pois tem feito muito calor por aqui e as praias estão lindas, recheadas de gente.

No dia seguinte paramos em Cartagena e eu tive day off. Saí mais cedo com a Bruna e fomos no teatro romano que tem aqui, assim como aquele de Málaga que eu já mostrei. Tiramos várias fotos bacanas e paramos pra comer. Não gastamos muito e nem comemos bem também. Haha daí ela voltou correndo pro navio pra trabalhar e eu fiquei. Acabou que gastei o resto do meu day off usando wii-fii (‘uí-fí’ para os franceses) pescada no calçadão. Ali é tipo a Rua XV em Curitiba. Imaginem eu (e mais uma galera fazendo o mesmo) sentado no chafariz da C&A com o notebook aberto usando a net. Era assim que eu tava. Sonho com o dia que poderemos fazer o mesmo em Curitiba sem ser assaltado. (só um comentário inútil: os bancos 24h aqui da Europa não tem aquela coisa de vidro pra você entrar e fazer tuas coisas. Eles são na rua mesmo, todo abertos, normalmente na parede do próprio banco pro lado de fora. Primeiro mundo é outra coisa, né? Sonho meu...)

Hoje paramos em Mônaco. Está tendo o Tour de France, que é uma competição de ciclismo e tals, bem famosa. Aqui em Monte Carlo eles correm na pista de F-1, mesma coisa. Mas bem, foi uma tarde maravilhosa. Minhas 2h fora foram muito proveitosas. Saí com o Victor (Peru) e Raul (Argentina) e fomos pra praia, a mesma da outra vez. A praia estava entupida, com crianças principalmente. Começamos a tirar fotos de saltos na água e tals, daí que os pentelhos meio que começaram a atrapalhar, tudo criança entre uns 10 e 14 anos. Viram que a gente tava tirando foto e começaram a pular na frente pra sair na foto. Só que no lugar da gente acabar com a festa deles, a gente fez uma festa ainda maior. Começamos a organizar os pulos, com todo mundo junto, fazendo uma grande zona. Eles tentando se comunicar em francês e a gente no inglês com eles. Tiramos muiiiitas fotos com os francesinhos. Viramos a sensação da praia, criançada à nossa volta. Depois de cada pulo, corriam todos pra onde tava a máquina pra ‘assistir’ o salto. Sei lá, achei ótimo interagir com a criançada, mesmo sabendo que a mesada deles deve ser maior que o meu salário. Huasdhuashusa

Bom, hoje não liguei pra Bruna e se ela me ligou eu não tava na cabine. To no bar e ela não apareceu. Acho que finalmente vou dormir mais de 3 horas numa noite. Haha

Tiau!

PS1: Ahhhhhh, tem reunião do G8 na Itália, daí muiiiita gente não vai poder descer e tals, por falta de visto. Os brasileiros podem, mas a gente tem que conseguir um documento e tals, só que é fácil. E assim, dos europeus, só ucranianos e macedônios não podem sair, daí eles tão bem putos. Das Américas, só brasileiros, chilenos, mexicanos, estadonidenses e canadenses podem sair. Mais um motivo pra eles ficarem putos, porque “até brasileiros” podem. Hahaha Daí que eu faço a piada do “mas olha... se você quiser eu posso comprar um souvenir da Itália pra você” todo tempo, só pra provocar. Hahahaha

PS2: é tão bom falar português. A gente sempre faz piadas aqui que só brasileiro entende, só pra matar a saudade de casa. Os poucos brazucas aqui são bem companheiros, a gente sempre tenta estar junto pra falar bastante merda e bastante palavrão, porque isso também mata a saudade de casa. Haha

PS3: já to em clima de despedida e já to nostálgico sabendo que vou sentir saudade de umas pessoas. Fui perguntar qual é meu próximo contrato e me deram o mesmo navio, pra embarcar em outubro. Eu já não queria fazer outro contrato, e agora sabendo que é o mesmo navio, quero menos ainda. Não volto nem fodendo pras garras desse mesmo supervisor e mesmo FDP Ass. Maitre D’. Tortura tem limite. Se mudar o navio, posso até pensar no caso. Vai depender do itinerário. Agora é assim, só to em busca de alguém pra pagar minha viagem pelo mundo. Haha e já decidi pensar que dinheiro é o de menos, que o mais importante é conhecer os lugares. Vou voltar pra casa com muito menos dinheiro que sonhei, ainda mais agora que o Real ta caro. Droga! Ai como é ruim ganhar em dólar, gastar em Euro e fazer as contas de quanto se gasta em Real. HOR-RÍ-VEL!

PS4: verdade que o Michael Jackson morreu engasgado com pé-de-moleque?
(viiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiva! A gente também escuta piada idiota por aqui!!!)

Ok, acabou. Tiau!
.